ICV assina acordo de cooperação técnica com a Sema/MT

ICV assina acordo de cooperação técnica com a Sema/MT

Foto mostra cinco pessoas sentadas em volta de uma mesa de vidro
Mauren Lazzaretti (Sema) e Alice Thuault (ICV) assinam Termo de Cooperação Técnica – Foto por: Sema-MT

O ICV assinou nesta semana um termo de cooperação técnica com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA-MT) para dar suporte a iniciativas de combate às mudanças climáticas e de apoio à ações de valorização das florestas. A cooperação tem validade de dois anos.

Com o acordo, o ICV poderá trabalhar ativamente no planejamento e execução do projeto Valorizando as Florestas de MT, que busca consolidar a pauta da floresta em pé. O projeto é financiado pelo GCF Task Force (Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas) e executado via Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O trabalho vai se apoiar na produção de informações-chave para o monitoramento da política da REDD+ (mapeamentos de vegetação, de vulnerabilidade e a plataforma de transparência) e no fortalecimento dos espaços de decisão e participação, como o GT REDD, o Fórum de Mudanças Climáticas e as discussões sobre o REM.

“A produção e divulgação de informações-chave é fundamental para que todos os atores sociais de Mato Grosso tenham condições de participar das discussões sobre o desenvolvimento do nosso estado de forma qualificada”, aponta Alice Thuault, diretora adjunta do ICV.

A cooperação também abrange a produção conjunta de um diagnóstico da situação de implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em Mato Grosso. O Valida CAR prevê atividades como o levantamento dos custos de análise e validação dos cadastros e de potenciais financiadores para o trabalho.

O mapeamento das áreas de exploração de madeira ilegal no estado também faz parte das atividades previstas. O projeto Valida CAR é financiado pela Fundação Gordon e Betty Moore.

Não haverá transferência de recursos entre as duas instituições – ICV e SEMA-MT. Cada uma trabalhará com seus próprios recursos na execução dos projetos.

O trabalho conjunto, no entanto, garante mais eficiência à execução dos projetos, facilitando o acesso a dados e informações e proporcionando ambiente seguro e respeitoso de diálogo entre a instituição e o Governo.