No Dia das Florestas, conheça ações do ICV que unem geração de renda e sustentabilidade

No Dia das Florestas, conheça ações do ICV que unem geração de renda e sustentabilidade

Agricultoras e agricultores e técnicos do ICV olhando cacaus partidos no chão, entre cacaueiros
Produção de cacau da agricultura familiar

Comemorado no dia 21 de março, o Dia Internacional das Florestas discute em 2019 a importância da educação como instrumento de defesa do equilíbrio socioambiental pelo mundo. O lema deste ano, “Florestas e Educação – Aprenda a amar a floresta”, sempre esteve presente na longa trajetória de atuação do Instituto Centro de Vida (ICV) em todas as regiões de Mato Grosso. Ações que geram resultados e, mais do que isso, exemplos que ensinam como é possível conviver de forma positiva com a floresta.

Conheça três iniciativas coordenadas pelo ICV que têm tudo a ver com a reflexão proposta para o dia de hoje.

Produção familiar sustentável

O projeto Redes Socioprodutivas, coordenado pelo ICV, ajuda a conservar as florestas valorizando a agricultura familiar. Em apenas um ano, o trabalho já resultou no aumento da renda para sete organizações comunitárias. É uma amostra de como o incentivo e fortalecimento à produção da agricultura familiar e ao extrativismo podem impactar positivamente as comunidades que vivem perto da floresta.

Este aumento de renda é resultado da abertura de novos mercados, compras coletivas de insumos, incentivo para aumento do preço dos produtos, arranjos de comercialização entre cooperativas e associações e pré-acordo com supermercado para abrir uma gôndola de produção orgânica. Até 2020, o trabalho deve levar transformações a todas as 20 organizações comunitárias envolvidas no projeto Redes Socioprodutivas.

O ICV investe no manejo sustentável de produtos florestais não-madeireiros, como a castanha-do-brasil e o babaçu; e na diversificação e valorização da produção agropecuária com técnicas agroflorestais, recuperação de áreas degradadas, e certificação orgânica.

Aproveite para baixar a cartilha Semeando Agroecologia, que conta como foram as experiências do Programa de Formação em Agroecologia no Projeto de Assentamento Nova Cotriguaçu, promovido pelo projeto Cotriguaçu Sempre Verde.

Restauração de áreas degradadas

O ICV incentiva produtores a restaurarem áreas degradadas, contribuindo com o aumento de florestas na região norte e noroeste de Mato Grosso. Este trabalho já tem vários anos e resultou em diversas publicações educativas sobre o tema, selecionamos três, disponíveis para download em pdf, e um vídeo bem bacana sobre inovações na restauração florestal.

Território livre de desmatamento

O ICV acredita que Mato Grosso pode ser um território de produção rentável, inclusiva e livre de desmatamento. Por isso, trabalha há anos para influenciar políticas públicas.

É o caso da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI), lançada pelo governo de Mato Grosso em 2015, na qual o ICV participou ativamente da concepção, criação e, agora, do monitoramento das metas, cujo balanço está disponível em aqui no nosso site, em pdf.

A dedicação do ICV para entender como preservar a floresta e ter produção livre de desmatamento se reflete em duas publicações recentes bem importantes.

Uma é a ferramenta de análise que ajuda empresas a direcionar incentivos específicos para municípios melhorarem seu desempenho ambiental e se tornarem territórios de produção sustentável. A proposta não só apoia o desenvolvimento dos municípios como contribui para as empresas colocarem em prática seus compromissos de limpar o desmatamento de suas cadeias de suprimentos.

Outra é o relatório Desmatamento zero na Amazônia: como e por que chegar lá. Assinado com outras sete organizações, o relatório indica possíveis formas para frear o desmatamento da região, com benefícios ambientais, econômicos e sociais para o país.