Oficina constrói plano de trabalho para MT avançar sua política climática

Oficina constrói plano de trabalho para MT avançar sua política climática

Documento também mostra avanços na implementação de REDD+ no estado

 

Duas oficinas preparadas pelo ICV e IPAM para o Conselho Gestor de REDD de Mato Grosso e convidados resultaram em uma proposta de plano de trabalho para que o Estado siga avançando na estratégia de redução das emissões do desmatamento e da degradação florestal. O plano sugere quais são os caminhos a trilhar para plena implementação do Sistema Estadual de REDD+ de Mato Grosso, sigla pela qual é conhecido as ações para Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal, Conservação, Manejo Florestal Sustentável e Aumento dos Estoques de Carbono Florestal.

Nos encontros um grupo de especialistas das organizações e técnicos do Governo avaliaram os próximos passos necessários para o avanço da política. As discussões incluíram a revisão dos elementos previstos na lei e a discussão de novas oportunidades, tipos e fontes de pagamento para REDD+.

A avaliação do status de implementação do Sistema aponta avanços em elementos importantes como a definição de salvaguardas, a participação plena e efetiva da sociedade, e as medidas de transparência como divulgação das informações e ouvidoria.

Como em toda política pública, há espaço para melhorias em muitos pontos avaliados. Assim, o grupo detalhou quais são as principais necessidades do Sistema Estadual de REDD+ para o próximo ano e construiu um plano de trabalho para que Mato Grosso siga avançando no tema.

Vontade política, protagonismo e participação da sociedade foram elementos essenciais no caminho já trilhado, e continuarão sendo essenciais para continuar desenvolvendo a estratégia de REDD+ para Mato Grosso.

Veja o relato das oficinas e o plano de trabalho proposto AQUI.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS: