Workshop reforça laços e cooperação entre Alta Floresta e cidade alemã

Workshop reforça laços e cooperação entre Alta Floresta e cidade alemã

Separadas por uma distância de mais de 9 mil quilômetros, as cidades de Alta Floresta e Eschweiler (Alemanha) colocam em prática desde 2018 uma parceria estratégica em temas relevantes como a educação, o comércio, a administração pública e a gestão ambiental.

Essa cooperação ganhou um novo e proveitoso capitulo na segunda quinzena de setembro, com a realização de um workshop técnico que reuniu em solo alemão representantes das duas cidades.

O coordenador do Núcleo de Geotecnologias do Instituto Centro de Vida (ICV), Vinícius Silgueiro, integrou a comitiva brasileira, que também contou com a presença do coordenador de Projetos Ambientais na prefeitura de Alta Floresta, José Alesando Rodrigues, da Diretora Técnica na Amazon.lab, Rosilda Dias Dalla Riva, e do coordenador de projetos da FGV Europa, Marco Contardi.

Do lado alemão, participaram vários integrantes de órgãos públicos e universidades da região. A programação incluiu tópicos como o planejamento territorial dos espaços rurais e urbanos, a gestão dos recursos hídricos, das áreas verdes e fortalecimento das cadeias produtivas.

 

“Apresentamos o cenário de Alta Floresta, a trajetória trilhada pelo município e seus atuais desafios e oportunidades”, disse Silgueiro. Segundo ele, as falas ressaltaram a necessidade do fortalecimento dos arranjos territoriais no município, como a integração local/global por meio da agenda 2030 e PCI. Mencionaram ainda a importância da estruturação de cadeias produtivas da agricultura familiar.

“Os alemães, com planejamento detalhado de seu território, nos mostraram como gerem e integram todos esses aspectos e também seus desafios”, explicou o coordenador. O grupo esteve na floresta municipal de Eschweiler para conhecer seu modelo de uso público. A agenda incluiu a visita a unidades familiares de produção de frutas, leite e peixe que são modelos de integração entre gestão e comercialização.

“Além da rica troca de experiências, avançamos em um plano de trabalho para o planejamento e captação de recursos para implementação de projetos em benefício da sociedade de Alta Floresta”, relatou.

Também houve avanços em propostas para formação e priorização territorial em torno dos objetivos do desenvolvimento sustentável e na parceria com a iniciativa Plant-for-the-Planet, que prevê a formação de crianças como embaixadores pelo clima e plantio de árvores, combinado com o programa Adote uma Nascente.

Veja mais fotos  do Workshop:

 

LEIA TAMBÉM:

Equipe do ICV participa de capacitação sobre agroflorestas em MS

Encontro internacional reúne 33 entidades que atuam em defesa do Pantanal