Festival Juruena Vivo debate hidrelétricas e sociobiodiversidade

Festival Juruena Vivo debate hidrelétricas e sociobiodiversidade

5º edição do festival reuniu instituições para discutir o desenvolvimento sustentável da bacia do Juruena

Nos dias 01 e 02 de novembro o Instituto Centro de Vida (ICV) participou do Festival Juruena Vivo – Caminho das águas, floresta em pé, promovido pela Rede Juruena Vivo. Realizado no município de Juína, no noroeste de Mato Grosso, o festival reuniu diversas instituições que trabalham com o desenvolvimento sustentável da bacia do Juruena e os impactos dos projetos hidrelétricos.

A 5º edição do festival celebrou o rio Juruena e discutiu a conservação e desenvolvimento sustentável para a bacia hidrográfica do rio Juruena, um dos poucos com uma grande extensão – 1.240 quilômetros – que ainda não possuí barramentos. O rio atravessa o estado de Mato Grosso, unindo o Cerrado e a Amazônia, e tem em sua bacia mais de 22 Terras Indígenas, de 10 etnias diferentes.

ICV participa do Festival Juruena Vivo. Por: Proteja Amazônia.

O festival foi espaço de diálogo sobre os rumos possíveis para a sustentabilidade, as ameaças e o potencial da sub-bacia do Juruena, proporcionando a troca de experiências entre povos indígenas, agricultores, comunidades tradicionais, população urbana e liderança de assentamentos. Um dos debates sobre controle social trouxe a experiência do Fórum Tele Pires, do qual o ICV participa. Nos últimos anos, o Fórum vem gerando estudos que ajudam a descobrir irregularidades nas hidrelétricas dessa bacia, promovendo mecanismos de monitoramento independente onde as próprias pessoas impactadas podem verificar as irregularidades.

Famílias participantes das Redes Socioprodutivas, projeto do ICV apoiado pelo Fundo Amazônia, estiveram presentes nas reflexões sobre alternativas de desenvolvimento existentes na região. Os grupos de mulheres de Cotriguaçu e Colniza apresentaram suas experiências de trabalho com o babaçu, cacau, castanha-do-brasil e hortas orgânicas. A troca de experiência entre agricultoras e agricultores familiares com as comunidades indígenas foi um ponto alto do Festival, permitindo o entendimento de que os dois grupos têm lutas comuns e estão se fortalecendo para caminhar juntos na defesa de seus direitos.

ICV participa de Festival Juruena Vivo. Por: Proteja Amazônia.

A Rede Juruena Vivo é formada por organizações da sociedade civil como agricultores familiares, indígenas, estudantes, acadêmicos, associações comunitárias, fóruns de mobilização social, servidores públicos e empresas. E pretende contribuir com a criação de espaços políticos locais para promover a participação e a cidadania com ênfase em gestão ambiental e recursos hídricos. Colaborando com as iniciativas que estimulam o desenvolvimento sustentável, dando visibilidade à importância da integridade da sub-bacia hidrográfica do Juruena para a economia, biodiversidade e o clima.