25 ago 2016
Notícias

Mobilização de sociedade civil resulta em campanha para prevenção de queimadas em Cotriguaçu

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Galeria de Imagens: clique para ver em tela cheia

Programas tem sistema rotativo de convidados. Foto: Divulgação

Programas tem sistema rotativo de convidados. Foto: Divulgação

A Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade, formada por integrantes da sociedade civil deste município localizado no noroeste mato-grossense, no arco do desmatamento na Amazônia, deu início neste mês, a uma campanha de prevenção a queimadas e incêndios . As estratégias, definidas pelo Grupo de Trabalho de Edução Ambiental e Resíduos Sólidos, são spots na rádio comunitária local Arco-Íris e círculo de diálogos iniciados nesta terça-feira, 23, no programa O Sindicato em Sua Casa, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), apresentado pela agricultora familiar Helena de Jesus Moreira, sempre às terças-feiras, das 11h30 às 12h.

O primeiro programa contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema-MT), da Brigada do Centro Nacional de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (PrevFogo/Ibama) e do Conselho Municipal de Meio Ambiente e da Campanha.

A pauta destacou a importância de se respeitar o período proibitivo, em que a Sema não emite autorização para queimada controlada e a prática é considerada crime, que vai de 15 de julho a 15 de setembro, podendo ser prorrogado, de acordo com as condições climáticas. Ao mesmo tempo, expôs que a cooperação dos cidadãos é essencial, tendo em vista que o município não tem Corpo de Bombeiros, conta somente com um carro-pipa para diferentes demandas urbanas. Já a Brigada do PrevFogo tem uma equipe de 10 pessoas e um veículo e a principal atribuição é atuar na proteção da Unidade de Conservação federal local, o Parque Nacional do Juruena, e auxiliar nas demais UCs locais. O atendimento, entretanto, acaba se estendendo aos projetos de assentamento no entorno.

Nas próximas terças-feiras, serão discutidas outras questões, como os impactos das queimadas à saúde, maneiras de lidar de forma consciente com a limpeza das áreas rurais e quintais, etc.

Os spots reforçam a necessidade de prevenção e que as queimadas são crimes.

‘Coopere para o combate a queimadas. O período proibitivo legal, nesta época intensa de estiagem e seca, segue até o dia 15 de setembro e pode ser prorrogado por razões climáticas. Fique atento! Valorize o lugar onde você vive!’

‘Queimada é crime! Nas áreas rurais, pode levar ao infrator de seis meses a quatro anos de prisão, com multas entre mil e sete mil e quinhentos reais por hectare de pastagem e agricultura. E vale destacar! Nas áreas urbanas, usar fogo para limpeza do quintal é crime o ano todo.’

‘Combata as queimadas! Faça sua parte! Não jogue bitucas de cigarro nas estradas ou perto de áreas verdes! Não ponha fogo em sua área rural! Valorize a sua e a dos outros. Queimada é crime!’

O Instituto Centro de Vida (ICV) apoia e participa da Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade, que teve início em agosto de 2015 e foi oficialmente lançada em novembro. Mais informações sobre a mobilização podem ser consultadas pelo e-mail: cotricaminhosustentabilidade@gmail.com.

Veja também:

Alerta: Mato Grosso tem aumento de 54% de focos de queimadas
Resíduos sólidos: 100 pessoas participam de encontro da Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade
Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade realiza oficinas sobre resíduos, em escolas municipais
Resíduos sólidos: tema do 1ºEncontro da Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade em março
Novidades no concurso fotográfico Meu Olhar sobre o Juruena e seus afluentes
Lançamento de campanha envolve comunidade em benefício da sustentabilidade em Cotriguaçu

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo