02 mar 2016
Notícias

Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade realiza oficinas sobre resíduos, em escolas municipais

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Estudantes aprenderam sobre ciclo dos resíduos. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Estudantes aprenderam sobre ciclo dos resíduos. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Aproximadamente 250 estudantes do ensino fundamental das EM Paulo Freire e Santa Maria participaram de oficinas sobre resíduos sólidos ministradas por integrantes do Grupo de Trabalho de Educação e Resíduos Sólidos da Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade, respectivamente nos dias 26 e 29 de fevereiro, em Cotriguaçu, Mato Grosso, Amazônia. As atividades tiveram como mensagem central a sensibilização para a redução, reutilização e reciclagem de resíduos. Para isso, foram utilizados recursos de animações audiovisuais, dinâmicas de grupo e realizados diálogos com os alunos sobre as práticas do dia a dia.

A mobilização foi resultado de parceria firmada entre a Campanha, que é uma iniciativa voluntária da sociedade civil, e a Secretaria Municipal de Educação, com o objetivo de promover ações que visem a sustentabilidade do município e reforcem o aspecto de educação ambiental para boas práticas no descarte de resíduos recicláveis. Hoje grande parte do que é descartado na cidade acaba parando inadequadamente no aterro sanitário e/ou no bota-fora, o que resulta em poluição ambiental.

Segundo a professora Aparecida Costa Bravo, da coordenação pedagógica nas unidades, a atividade foi útil para o processo de aprendizado dos alunos. “Conceitos técnicos foram explicados com uma linguagem acessível para as crianças. O recurso audiovisual foi mais uma estratégia que atraiu a atenção delas”, disse.

Durante a programação, os alunos tiveram oportunidade de falar sobre suas atitudes de conscientização no ambiente familiar e escolar no cotidiano relacionadas ao tema e levaram a sério as recomendações de não jogar os resíduos no chão, segurando-os durante a atividade, e depois colocando-os na lata de lixo. Também puderam receber noções importantes, entre elas, sobre as diferenças entre resíduos úmidos e secos e suas respectivas destinações corretas e o procedimento em relação aos resíduos tóxicos, que não podem ser misturados aos comuns.

Cotriguaçu ainda não instituiu seu Plano Municipal de Resíduos Sólidos e deverá implementar futuramente seu projeto de coleta seletiva. O Ministério do Meio Ambiente disponibilizou, no mês passado, um manual atualizado  para auxiliar os gestores para esta ação. Ao mesmo tempo, em caráter inicial, desde 2015, existe a iniciativa de coleta seletiva feita pela Associação de Reciclagem, Coleta e Serviços (Arcoser) de Cotriguaçu. Os interessados podem fazer a entrega em galpão localizado nas proximidades do terreno do aeroporto, onde ficava o antigo motor da Rede Cemat.

A Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade tem a participação de integrantes do Instituto Centro de Vida (ICV), por meio do Projeto Cotriguaçu Sempre Verde – Fase 2, apoiado pelo Fundo Vale. Mais informações sobre a mobilização, que teve início em agosto de 2015 e foi oficializada em novembro, podem ser obtidas pelo e-mail: cotricaminhosustentabilidade@gmail.com . O grupo é formado por participantes dos mais variados segmentos e aberto a novas adesões.

Veja também:

Resíduos sólidos: tema do 1ºEncontro da Campanha Cotriguaçu a Caminho da Sustentabilidade em março

Novidades no concurso fotográfico Meu Olhar sobre o Juruena e seus afluentes

Lançamento de campanha envolve comunidade em benefício da sustentabilidade em Cotriguaçu

 

 

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo