04 dez 2015
Notícias

Professores de escola do campo fazem um dia de imersão na educomunicação socioambiental

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Galeria de Imagens: clique para ver em tela cheia

Professores formaram uma equipe de redação,durante oficina. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Professores formaram uma equipe de redação,durante oficina. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Seis educadores da Escola do Campo Aldovandro da Rocha Silva, no Projeto de Assentamento Nova Cotriguaçu, em Cotriguaçu, Mato Grosso, tiveram uma tarde diferente, na quinta-feira (03/12). Eles se dedicaram a conhecer os conceitos e aplicabilidade da Educomunicação Socioambiental futuramente no dia a dia com seus alunos, em oficina realizada pelo Núcleo de Comunicação do Instituto Centro de Vida (ICV). Para isso, aceitaram o desafio de produzir um jornal mural desde as pautas até o produto final que deverá ser concluído, antes do recesso escolar como estímulo à prática da atividade com os estudantes.

A Educomunicação Socioambiental integra as linhas de ações do Programa Nacional ProNEA e tem como objetivo proporcionar meios interativos e democráticos para que a sociedade possa produzir conteúdos e disseminar conhecimentos, por meio da comunicação ambiental voltada para a sustentabilidade. Ao mesmo tempo, facilitar a recepção crítica dos conteúdos da comunicação de massa.

A equipe escolheu o nome da publicação, que chamará Jornal Nova Esperança, em alusão ao nome da comunidade onde a escola está localizada e terá três matérias com os temas voltados à escola do campo. Os assuntos que serão discutidos nesta “primeira edição” são a respeito da revitalização da horta da escola que foi iniciada com atividade envolvendo os estudantes; o combate aos agrotóxicos e a utilização dos defensivos naturais.

Segundo a coordenadora pedagógica Edna Soledad e Silva, a iniciativa poderá ser um estímulo à participação e empoderamento de alunos de diferentes idades. “Criaremos um mural destinado à divulgação deste trabalho que poderá ser realizado por diferentes classes”, disse. Para o professor Maycon da Silva Pereira,  a ferramenta da educomunicação poderá facilitar o diálogo e reflexões com os alunos.

A atividade faz parte do projeto Cotriguaçu Sempre Verde – Fase II, que busca consolidar uma nova trajetória de desenvolvimento municipal, pautada na construção de soluções sustentáveis de produção e governança socioambiental. O projeto iniciado em 2011 tem o apoio do Fundo Vale.

Veja também:

Estudantes iniciam horta em escola do campo de Cotriguaçu

4º Encontro de Saberes e Sabores reforça a importância da união comunitária

Cotriguaçu: jovens rurais elaboram vídeo que será apresentado no 4º Encontro de Saberes e Sabores

Alunos rurais, em Cotriguaçu, fazem seu primeiro jornal mural

Estudantes rurais dão os primeiros passos para produzir jornal mural de projeto

Jovens rurais se enveredam pelas ondas audiovisuais

Oficina de fotografia estimula jovens rurais a documentar seus projetos

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo