13 nov 2015
Notícias

Intercâmbios levam educadores e agricultores a conhecer boas práticas agroecológicas e de conservação ambiental

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Trecho de conservação florestal em sítio da agricultora familiar Helena chamou a atenção dos visitantes. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Trecho de conservação florestal em sítio da agricultora familiar Helena chamou a atenção dos visitantes. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Durante o mês de novembro, o Instituto Centro de Vida (ICV) promoveu duas atividades de intercâmbio, levando educadores da Escola do Campo Aldovandro da Rocha Silva, jovens e agricultores familiares, do Projeto de Assentamento (PA) Nova Cotriguaçu, a sítios no município, em que os agricultores familiares exercitam no dia a dia boas práticas agroecológicas e de conservação ambiental. As unidades demonstrativas serviram de estímulo e aprendizado aos participantes, que narraram o anseio de adotar algumas experiências que puderam observar, desde a conservação da floresta em pé em boa parte das áreas a tecnologias sociais criativas nas hortas e criação de animais.

O grupo de 12 professores da escola de campo visitou o sítio da agricultora Maria Margarida de Oliveira Barbosa, na comunidade Santa Clara, no dia 3 de novembro, que mostrou a eles o sistema produtivo que desenvolve, sem utilizar agrotóxicos, além do extrativismo e beneficiamento do babaçu de forma sustentável.

Um dos objetivos dessa visita foi o desenvolvimento do aprendizado sobre metodologias para trabalhar em sala de aula. Para isso, também foram elaboradas com os educadores três tipos de pesquisas participativas comunitárias: o chamado rio da vida (que conta a trajetória de um processo), o mapa de atores e painéis temáticos. Eles conheceram as instalações do barracão da Associação de Pequenos Produtores Rurais de Santa Clara e do Grupo de Mulheres da Paz, e a história da organização dos mesmos.

A agricultora Maria Margarida mostrou aos educadores as práticas agroecológicas que desenvolve em seu sítio. Foto: Divulgação/ICV

A agricultora Maria Margarida mostrou aos educadores as práticas agroecológicas que desenvolve em seu sítio. Foto: Divulgação/ICV

Com essa atividade, os educadores finalizaram a quarta e última oficina ministrada pelo ICV no momento de capacitação da “Sala do Educador”, que aconteceram neste ano. As anteriores trataram de conceitos agroecológicos, alerta sobre agrotóxicos, a importância do solo e dos recursos hídricos.

No dia 8, jovens e agricultores familiares conheceram a propriedade da agricultora Helena de Jesus Moreira, em Cotriguaçu, a nove quilômetros da região central, e da agricultora Mailsa de Oliveira Demello, localizada no PA Nova Cotriguaçu.

“Achei interessante o jeito especial como ela trabalha na horta e com adubo orgânico, fazendo o substrato”, disse Maria José da Silva Costa, sobre o sítio de dona Helena.  Para a jovem Camila Santos Lino, o que mais a cativou foram as alternativas criadas pela agricultora para criar seus animais, sem contaminar o solo e as outras criações. Mas uma das impressões que mais cativaram os dozes visitantes aconteceu quando entraram na propriedade, em que cerca de um quilômetro é composto por floresta nativa com exemplares amazônicos em ambos os lados da estrada de terra, como castanheiras. No sítio de Mailsa, onde sua horta teve início em uma oficina coletiva, a diversidade de plantios de forma consorciada nos canteiros chamou a atenção do grupo.

O intercâmbio integra o projeto Cotriguaçu Sempre Verde – Fase II, que busca consolidar uma nova trajetória de desenvolvimento municipal, pautada na construção de soluções sustentáveis de produção e governança socioambiental. O projeto iniciado em 2011 tem o apoio do Fundo Vale.

Grupo achou interessante sistema consorciado de cultivo em horta da agricultora Mailsa. Foto; Elisangela Sodré/ICV

Grupo achou interessante sistema consorciado de cultivo em horta da agricultora Mailsa. Foto; Elisangela Sodré/ICV

Veja também:

Alerta sobre agrotóxico e importância dos recursos hídricos são temas de oficina a educadores do campo

Cotriguaçu: solo é foco de segunda capacitação de educadores de escola do campo

Professores de escola do campo fazem imersão na agroecologia

Amazônia: horticultura orgânica mobiliza participantes de três comunidades de Cotriguaçu

Cotriguaçu: entrevista em rádio comunitária trata da Marcha das Margaridas

Maria Margarida: uma relação harmoniosa com a terra

 

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo