08 jul 2015
Notícias

Cotriguaçu: Conferência Municipal de Segurança Alimentar define propostas para o encontro estadual

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Participantes de Conferência se dividiram em grupos para fazer as propostas para o encontro estadual. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Participantes de Conferência se dividiram em grupos para fazer as propostas para o encontro estadual. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

A 1ª Conferência Municipal de Segurança Alimentar e de Nutrição de Cotriguaçu, no noroeste mato-grossense, definiu, no último dia 3, as pautas que serão levadas ao evento na instância estadual, que ocorrerá entre os dias 20 e 21 de agosto, em Cuiabá. Segundo os cerca de 35 participantes, entre as prioridades, está a reivindicação ao Estado para facilitar a venda dos produtos da agricultura familiar nas feiras e mercados locais e apoiar iniciativas municipais de criação de legislação específica. Os participantes também pleiteiam a viabilização da assistência técnica e a facilitação de acesso ao crédito a essas famílias.

Um consenso por parte dos presentes é da necessidade de haver uma cobrança maior ao Estado e aos órgãos federais na agenda nos municípios. “O tema desta edição – Comida de Verdade no Campo e na Cidade – tem o objetivo de demonstrar a importância do que comemos e de se saber as origens dos nossos alimentos”, disse Ailton Oliveira Amorim, conselheiro estadual, que foi o palestrante convidado do encontro. Segundo ele, isso significa saber a procedência de alimentos de origem animal e vegetal e se têm incorporados componentes químicos ou não e quais os comprometimentos dos mesmos à saúde humana.

O conselheiro ainda esclareceu que hoje associações de agricultores familiares de Projetos de Assentamentos em Cotriguaçu constam no cadastro nacional da Economia Solidária, mas sem que a maioria tenha conhecimento disso.  “É importante que haja esse esclarecimento, para que comecem a se organizar para avançar na desburocratização”, avalia.

Respostas a questionamentos dos desafios do dia a dia fizeram parte da conferência. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Respostas a questionamentos dos desafios do dia a dia fizeram parte da conferência. Foto: Sucena Shkrada Resk/ICV

Durante a conferência, mais uma informação destacada por Sirlene Espíndola, da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), atual secretária do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Cotriguaçu (Comsea), foi o anúncio da medida do novo Plano Safra da Agricultura Familiar que amplia o acesso dos mesmos à compra da administração direta e indireta do Governo Federal. Os órgãos, como hospitais, escolas filantrópicas e restaurantes universitários, deverão destinar, no mínimo, 30% de seus recursos para este segmento.

A 1ª Conferência Municipal de Segurança Alimentar e de Nutrição de Cotriguaçu teve o apoio do Instituto Centro de Vida (ICV) e da Empaer.

Veja também:

Segurança alimentar e nutricional é tema de conferência nesta sexta-feira em Cotriguaçu

Amazônia: horticultura orgânica mobiliza participantes de três comunidades em Cotriguaçu

Encíclica papal faz uma leitura sobre a situação das desigualdades no campo da agricultura no cenário mundial

Jovens e agricultores familiares exercitam a prática do círculo das bananeiras

Professores de escola do campo fazem imersão na agroecologia

Agricultores familiares estudam boas práticas de fabricação

 

 

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo