02 dez 2013
Notícias

Resultados do projeto Pecuária Integrada de Baixo Carbono são destaque em Seminário do GTPS

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Galeria de Imagens: clique para ver em tela cheia

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Andrés Pasquis / ICV

O Projeto Pecuária Integrada de Baixo Carbono (PIBC), desenvolvido pelo Instituto Centro de Vida (ICV) e parceiros, em Alta Floresta, região norte de Mato Grosso, foi apresentado durante o VI seminário anual do Grupo de Trabalho de Pecuária Sustentável (GTPS), realizado em São Paulo na última quarta-feira (27).

O evento teve como objetivo apresentar diversos projetos de Pecuária Sustentável na prática, desenvolvidos por organizações de cinco estados brasileiros: Bahia, Pará, Mato Grosso do Sul e Rondônia, além de Mato Grosso.

Durante as apresentações, foi possível perceber que a maioria dos projetos está em fase de planejamento e implantação, buscando um objetivo comum que é tornar a pecuária uma atividade produtiva e sustentável. “É necessário mudar a imagem de nossa pecuária, mostrando que é possível desenvolver uma atividade que seja economicamente viável, socialmente justa e economicamente correta”, disse Eduardo Brito Bastos, presidente do GTPS.

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Vando Telles, coordenador da Iniciativa Pecuária Integrada do ICV, apresentou o objetivo, as atividades desenvolvidas e os principais resultados do PIBC, alcançados ao longo de um ano e meio de trabalho. “A produtividade média dentro das Unidades de Referência Tecnológicas (URT) apresentou um desempenho duas a três vezes maior do que a média do município e do estado, chegando a 13/15 arrobas por hectare ao ano para o gado de corte, segundo a avaliação feita de fevereiro a junho de 2013”, exemplificou o coordenador. Para se ter uma ideia, a produtividade média da microrregião de Alta Floresta no período foi de 4,70 arrobas por hectare ao ano e a do estado foi de 3,36 arrobas por hectare ao ano.

As informações foram reforçadas por um grupo constituído por oito pecuaristas de Alta Floresta e Cotriguaçu, parceiros do ICV no desenvolvimento de Boas Práticas Agropecuárias. Entre eles, Milton dos Santos explicou que no passado cometeu erros no desenvolvimento da atividade e que, agora, é preciso aprender novas práticas que tenham menos impacto no meio ambiente. “Na época tínhamos pouca informação, então derrubamos e tiramos tudo da terra. Agora temos que recuperar e com a ajuda do ICV temos essa oportunidade”, explicou o pecuarista.

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Foto: Andrés Pasquis / ICV

Ainda durante o evento foram assinados dois acordos de cooperação do GTPS, sendo o primeiro com a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República para a construção da proposta de linha de crédito orientado e, o segundo, com o ministério do meio ambiente para a promoção e o apoio à regularização ambiental de imóveis rurais com foco no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O Projeto Pecuária Integrada de Baixo Carbono

O projeto Pecuária Integrada de Baixo Carbono (PIBC) tem como objetivo contribuir para desenvolver uma agenda de municípios sustentáveis por meio da implantação de um programa de Boas Práticas Agropecuárias com ênfase em uma economia de baixa emissão de carbono. O projeto é desenvolvido pelo ICV, com apoio do Fundo Vale e da Fundação Moore e tem como parceiros a Embrapa, o Sindicato Rural e a Prefeitura Municipal de Alta Floresta. Saiba mais aqui.

 A apresentação do projeto foi ilustrada por um vídeo. Confira abaixo:

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo