14 ago 2013
Notícias

Especialização ressalta importância de desenvolver profissionais e organizações para uma melhor atuação junto a agricultura familiar

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais

Especialização ressalta importância de desenvolver profissionais e organizações para uma melhor atuação junto a agricultura familiar

Andrés Pasquis – ICV

O segundo módulo do Curso de Especialização em Gestão Colaborativa de Sistemas Socioecológicos de produção familiar na Amazônia foi realizado em Alta Floresta/MT, entre o final de julho e início de agosto. Neste módulo as atividades foram focadas na elaboração dos projetos de pesquisa dos 24 estudantes e conteúdos de gestão colaborativa e sistemas. Os projetos de pesquisa desenhados na especialização buscam contribuir com aprimoramento do trabalho desses profissionais dentro das instituições e, consequentemente, junto aos atores com os quais se relacionam. A iniciativa é uma parceria do Instituto Centro de Vida (ICV), o Instituto Ouro Verde (IOV), a Unemat e a Universidade da Florida.

Alexandre Olival, do IOV, explica que uma das motivações do curso e deste segundo módulo, é propiciar um espaço de reflexão sobre o trabalho efetuado pelos participantes no dia a dia das organizações. “É necessário revisar constantemente nossas posições e procedimentos para podermos evoluir e aprimorar nossos métodos de trabalho com a agricultura familiar”, disse.

A análise é apoiada por um conteúdo teórico sólido com foco em metodologias sociais e participativas. Alceu Zoia, professor da Unemat, explicou que é importante que a reflexão sobre o trabalho efetuado seja acompanhada por uma abordagem acadêmica, mesmo não sendo convencional, já que a partir dos resultados e conclusões de cada módulo se constrói a etapa seguinte. “Essa abordagem tem que ser acompanhada por uma sistematização e registro das pesquisas efetuadas, para poder ser eficiente e significativa, o que não é sempre fácil”, refletiu o professor.

Nesse sentido, Robert Buschbacher, da Universidade da Flórida, enfatizou a importância da fusão dos aspectos acadêmicos com a realidade dos trabalhos efetuados com membros da agricultura familiar, atravessando as barreiras entre disciplinas, práticas e essa mesma realidade. “É preciso ter conhecimentos concretos além de muita flexibilidade quando se lida com uma grande variedade de valores, vetores e sistemas econômicos e sociais ligados aos recursos naturais”, ressaltou Robert. “É preciso entender que o sistema socioecológico faz parte de um sistema maior”, explica o professor.

O curso, que inclui diversos temas relacionados a agricultura familiar , ainda terá mais três módulos. O principal objetivo da especialização é capacitar assessores/educadores das organizações que trabalham com agricultores familiares na região amazônica para desenvolver e utilizar instrumentos, conhecimentos e práticas adequadas à realidade específica deste segmento.

Tags:

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo