27 jun 2013
Notícias

Cotriguaçu realiza 2º Encontro de Saberes e Sabores

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais

Djhuliana Mundel / ICV

Moradores do Projeto de Assentamento Nova Cotriguaçu, que inclui as comunidades Ouro Verde, Nova Esperança, Novo Horizonte e Santa Clara, no município de Cotriguaçu (920 km de Cuiabá, região noroeste de Mato Grosso), se preparam para realizar, no dia 17 de agosto, o 2º Encontro de Saberes e Sabores.
Com uma expectativa de público ainda maior que a do ano passado, o Encontro representa um espaço importante de socialização de informações e experiências, de exposição e comercialização dos produtos feitos pelas comunidades locais, tais como artesanatos e comidas regionais, além de agregar apresentações culturais.

Suzanne Scaglia, educadora em Práticas Sustentáveis do Instituto Centro de Vida (ICV), que trabalha na localidade, disse que o Encontro é um espaço para divulgação dos resultados obtidos pelas atividades do projeto Cotriguaçu Sempre Verde, coordenado pelo ICV e desenvolvido com diversos atores locais há cerca de dois anos, e também para que sejam expostas demandas e solicitações.

Dentro desse trabalho que busca o desenvolvimento rural comunitário, na última semana foram realizadas duas oficinas em Cotriguaçu. A primeira delas com o grupo de mulheres unidas da comunidade Ouro Verde, que trabalha no beneficiamento do coco de babaçu, usado para fazer diversos produtos. “A oficina foi um primeiro encontro do Projeto Cotriguaçu Sempre Verde com esse grupo de mulheres com o intuito de conhecer a história, saber quais as expectativas delas com essa parceria para então elaborarmos um trabalho que atenda as necessidades”, explicou Suzanne.

A outra oficina, realizada na comunidade Santa Clara, abordou o associativismo e o cooperativismo. Durante a oficina, os participantes também tiveram espaço para falar sobre os problemas que enfrentam para comercializar a produção. De acordo com Suzanne, as duas oficinas servirão para nortear as ações do projeto nessas comunidades nos próximos meses.

Ao longo desses dois anos de atuação do projeto em Cotriguaçu, a comunidade já conseguiu resultados significativos, como a assinatura de um contrato para participação no  Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que determina que, no mínimo, 30% da merenda escolar sejam compradas diretamente de agricultores familiares (Lei nº 11.947), o que contribui para o fortalecimento da agricultura familiar e aumento da renda dos agricultores dos assentamentos.

Outro resultado do projeto pode ser observado na comunidade Novo Horizonte, onde os moradores, com o auxílio técnico do ICV, implementaram um sistema de produção avícola agroecológico, que vai beneficiar oito famílias diretamente.

Por intermédio do Projeto Cotriguaçu Sempre Verde, só nos últimos seis meses, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MT) realizou 10 cursos nos assentamentos da região, uma média de um curso por mês em cada comunidade.

Para reforçar a atuação no município, este ano, o ICV estabeleceu um escritório permanente em Cotriguaçu, com o objetivo de dar celeridade às agendas e servir de referência para o atendimento dos parceiros e beneficiários do projeto.

O Projeto

O projeto Cotriguaçu Sempre Verde visa contribuir para uma nova trajetória de desenvolvimento socioambiental e econômico para esse município, pautada na conservação e no manejo sustentável dos recursos naturais. Para isso o projeto atua em cinco frentes: Boas Práticas Agropecuárias para o gado de corte e de leite, Gestão Ambiental Municipal, Bom Manejo Florestal, Governança dos Recursos Naturais nos Assentamentos e Integração de Áreas Protegidas. O Projeto conta com o apoio financeiro do Fundo Vale.

Tags:

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo