06 fev 2012
Notícias

Equipe do projeto Cotriguaçu Sempre Verde participa de oficina de Monitoramento e Avaliação

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais

– Rizza Matos / ICV

O projeto Cotriguaçu Sempre Verde (CSV), que está sendo desenvolvido no noroeste de Mato Grosso pelo Instituto centro de Vida (ICV), completou um ano de atividades. A equipe que compõe o projeto se reuniu em Alta Floresta, entre os dias 01 e 03 de fevereiro, para avaliar as ações já desenvolvidas e planejar as atividades do próximo ano.

De acordo com Camila Rodrigues, coordenadora do programa de Sustentabilidade e coordenadora assistente do projeto, o objetivo foi capacitar a equipe para monitorar e avaliar os resultados das atividades dos cinco componentes do projeto. “Esse encontro surgiu de um processo de avaliação interna, de que seria muito interessante reunir o pessoal e fazer uma capacitação interna. Nós podemos compartilhar as mesmas ideias, melhorar enquanto equipe e aplicar o que estamos aprendendo na prática”, destacou.

O Cotriguaçu Sempre Verde desenvolve suas ações junto ao poder público municipal apoiando a estruturação da gestão ambiental, aos pecuaristas com boas práticas na pecuária de corte e de leite, aos madeireiros com incentivo ao bom manejo florestal, com os assentados na boa gestão dos recursos naturais e ainda com a população indígena. O projeto também está mapeando o avanço do desmatamento e a incidência de queimadas no município.

Dentro dessa proposta, os integrantes da equipe participaram da oficina de Monitoramento Participativo, ministrada pelo professor do mestrado de Agroecologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Fernando Silveira Franco. O objetivo foi ensinar a equipe a criar métodos de monitoramento que possibilitem o acompanhamento e o cumprimento dos objetivos do projeto. “Muitas vezes, as organizações estão preocupadas só em executar e não param para pensar no que estão fazendo. A importância do monitoramento está justamente em acompanhar e avaliar as ações possibilitando melhorias constantes ”, afirmou Fernando.

No primeiro dia de oficina, os profissionais apresentaram um resumo das atividades realizadas durante o ano (2011) e depois participaram de uma dinâmica sobre a identificação de objetivos. No segundo dia, cada integrante construiu a árvore de objetivos de cada atividade.

Suzanne Scaglia, educadora em Práticas Sustentáveis do ICV, que atua no componente ‘apoio à governança sobre os recursos naturais nos assentamentos’, destacou a importância desses momentos de construções coletivas. “Essa oficina foi muito produtiva, pois são momentos que reunimos todos da equipe para construir uma visão geral do projeto. No dia a dia do projeto não temos tempo para esse pensamento estratégico e momentos como esse servem para repensar os objetivos de forma mais apurada. É um espaço de construção, estamos todos aprendendo”, afirmou.

O projeto

Cotriguaçu possui cerca de 80% da área de floresta conservada, mesmo assim, o município compõe a lista do Ministério do Meio Ambiente (MMA) das cidades que mais desmatam em Mato Grosso. Diante dessa realidade, o projeto Cotriguaçu Sempre Verde visa contribuir para uma nova trajetória de desenvolvimento social e econômico para esse município, pautada na conservação e no manejo sustentável dos recursos naturais. Atualmente, o projeto atua em cinco frentes: Boas Práticas Agropecuárias para o gado de corte e de leite, Gestão Ambiental, Manejo Florestal, Governança Socioambiental nos Assentamentos, Gestão Territorial Indígena. O projeto Cotriguaçu Sempre Verde é desenvolvido pelo Instituto Centro de Vida (ICV) e parceiros com apoio do Fundo Vale.

Tags:

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo