22 out 2010
Notícias

Metas ambiciosas do governo brasileiro na COP da biodiversidade teve participação da sociedade civil

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Galeria de Imagens: clique para ver em tela cheia

– Thiago Foresti / Estação Vida

Iniciada no último dia 18 de outubro, a 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica das Nações Unidas (COP 10/CDB) pretende discutir soluções e alternativas para a perda da biodiversidade no planeta. A sociedade civil Brasileira discutiu e propôs recomendações ao Plano de Metas do governo Brasileiro. “Esperamos que as 20 metas, que embora bastante ambiciosas, sejam cumpridas, ao contrário do que aconteceu com o plano anterior, referente aos anos 2001-2010”, diz Renato Farias, coordenador do programa de conservação e serviços ecossistêmicos do ICV.

Renato participou de uma reunião realizada em setembro em Brasília que discutiu as metas e propôs recomendações ao programa que foi levado pela comissão brasileira à COP. Ele cita entre os itens do documento a inclusão do valor da biodiversidade nas contas dos países, aumento da cobertura de áreas protegidas de 10% para 20% (inclusive nas zonas marinhas e costeiras), redução a zero da taxa de perda de habitats e de degradação dos habitats naturais e a criação de meta específica no Plano Estratégico para abordar atividades de impacto indireto na biodiversidade.

“O plano é ambicioso, mesmo para o cumprimento de uma pequena parte das metas é necessário um compromisso real dos países e um entendimento profundo de que só assim poderemos ter a manutenção da vida e da biodiversidade no planeta”, diz Renato. A reunião em Brasília foi realizada pela IUCN Brasil, Ministério do Meio Ambiente e teve apoio do WWF-Brasil e Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE). A versão final do documento apresenta recomendações da sociedade civil ao governo brasileiro para orientar a negociação internacional, além de propostas para a sua posterior implementação no país.

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo