22 set 2010
Notícias

Mato Grosso lidera o ranking de queimadas no Brasil

Autor: Assessoria de comunicação

Compartilhe nas redes sociais
Mato Grosso é o estado com maior número de focos de calor do Brasil, totalizando 26.543 ocorrências entre primeiro de janeiro e 21 de setembro de 2010. Em segundo lugar está Tocantins, com 13.929 e, em terceiro, o Pará, que registrou 12.210 focos de calor neste ano. Os dados são do satélite NOAA-15, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

De acordo com os dados, entre primeiro e 21 de setembro deste ano, Mato Grosso registrou 15.692 focos de calor, contra 1.692 no mesmo período em 2009 (mapa). O número já supera o total registrado neste mesmo período em 2007, ano considerado crítico, quando o estado acumulou 11.655 focos de queimadas. E a tendência de alta se mantém, pois somente entre os dias 20 e 21 de setembro, Mato Grosso registrou 1.685 focos.

A análise dos dados demonstra que, se a tendência de alta continuar neste ritmo, Mato Grosso pode registrar em 2010 os maiores índices de queimadas dos últimos cinco anos.

Neste cenário, dez municípios contabilizam mais de 500 focos, sendo responsáveis por 6.304 do total verificado em todo o estado no período, entre eles: Ribeirão Cascalheira (849), Parantinga (740) , São Félix do Araguaia (740) e Cocalinho (642). Veja tabela abaixo.

Município Focos de calor de 01 a 21/09 de 2010
Ribeirão Cascalheira 849
Paranatinga 740
São Félix do Araguaia 740
Cocalinho 642
Confresa 620
Vila Rica 582
Novo Santo Antônio 557
Rosário Oeste 544
Pedra Petra 522

Barão de Melgaço

508
Total 6.304
Fonte: Inpe (NOAA 15) – Análise ICV

A maior parte do total de focos registrados até o dia 21 de setembro ocorreu em propriedades rurais não cadastradas pelo Sistema Integrado de Monitoramento e Licenciamento Ambiental (SIMLAM), totalizando 9.343 ocorrências. Em segundo lugar no ranking de queimadas por tipologia fundiária, aparecem áreas rurais cadastradas no SIMLAM, com 2.635 focos. Em seguida as Terras Indígenas, 1.929, assentamentos rurais, 1.366 e Unidades de Conservação, com 419 focos de calor. Veja tabela baixo.

Tipologia Fundiária Focos de calor de 01 a 20/09 de 2010
Áreas rurais não cadastradas no SIMLAM 9.343

Áreas rurais castradas no SIMLAM

2.635
Terras Indígenas 1.929
Assentamentos Rurais 1.366
Unidades de Conservação    419
Total 15.692
Fonte: Inpe (NOAA 15) – Análise ICV

Uma análise para determinar em qual bioma a incidência de queimadas foi maior apontou que nos primeiros 21 dias do mês de setembro deste ano ocorreram 4.595 focos na Amazônia, 9.935 no Cerrado e 1.162 no Pantanal. No mesmo período do ano passado a ocorrência de fogo também atingiu em maior proporção a área do bioma amazônico (1.158), seguido pelo Cerrado (437) e Pantanal (47).

O decreto estadual proibindo as queimadas em Mato Grosso, que venceria no dia 15 deste mês, foi prorrogado até o dia 30 de setembro. Durante este período todas as queimadas são ilegais.
Tags:

Categorias

Tags

Leia também...

© 2020 - Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil ICV - Instituto Centro de Vida

Desenvolvido por Matiz Caboclo